sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Dezembro e reflexão...

Chegou dezembro e com ele as reflexões da vida!
Porque deixamos para o final do ano refletir sobre nossas ações? Ou atitudes? Ou nossa vida? 
Será que esquecemos de tudo pensar durante o ano sobre e compensamos fazendo uma retrospectiva neste último mês?

Muitas perguntas sem respostas ou sem respostas prontas. Quem deve responder e para quem responder é VOCÊ. Para você mesmo. Ninguém mais importante do que você sabe as respostas. Ou pelo menos deve procurar achar as respostas.

Ontem me peguei lembrando da música Como nossos pais..., de Belchior, o autor, contada visceralmente por Elis Regina. E ao ler a letra me deparei com muitas passagens em minha vida. Encontros e desencontros. Alegrias e tristezas vercionadas perfeitamente para atingir seu objetivo: nos fazer pensar.

Um bom início e fim de dezembro. Abaixo tem a letra para lermos e refletir.

Como nossos pais....
Não quero lhe falar, 
Meu grande amor, 
Das coisas que aprendi 
Nos discos...

Quero lhe contar como eu vivi 
E tudo o que aconteceu comigo 
Viver é melhor que sonhar 
Eu sei que o amor 
É uma coisa boa 
Mas também sei 
Que qualquer canto 
É menor do que a vida 
De qualquer pessoa...

Por isso cuidado meu bem 
Há perigo na esquina 
Eles venceram e o sinal 
Está fechado prá nós 
Que somos jovens...

Para abraçar seu irmão 
E beijar sua menina na rua 
É que se fez o seu braço, 
O seu lábio e a sua voz...

Você me pergunta 
Pela minha paixão 
Digo que estou encantada 
Como uma nova invenção 
Eu vou ficar nesta cidade 
Não vou voltar pro sertão 
Pois vejo vir vindo no vento 
Cheiro de nova estação 
Eu sei de tudo na ferida viva 
Do meu coração...

Já faz tempo 
Eu vi você na rua 
Cabelo ao vento 
Gente jovem reunida 
Na parede da memória 
Essa lembrança 
É o quadro que dói mais...

Minha dor é perceber 
Que apesar de termos 
Feito tudo o que fizemos 
Ainda somos os mesmos 
E vivemos 
Ainda somos os mesmos 
E vivemos 
Como os nossos pais...

Nossos ídolos 
Ainda são os mesmos 
E as aparências 
Não enganam não 
Você diz que depois deles 
Não apareceu mais ninguém 
Você pode até dizer 
Que eu tô por fora 
Ou então 
Que eu tô inventando...

Mas é você 
Que ama o passado 
E que não vê 
É você 
Que ama o passado 
E que não vê 
Que o novo sempre vem...

Hoje eu sei 
Que quem me deu a idéia 
De uma nova consciência 
E juventude 
Tá em casa 
Guardado por Deus 
Contando vil metal...

Minha dor é perceber 
Que apesar de termos 
Feito tudo, tudo, 
Tudo o que fizemos 
Nós ainda somos 
Os mesmos e vivemos 
Ainda somos 
Os mesmos e vivemos 
Ainda somos 
Os mesmos e vivemos 
Como os nossos pais...

Link: http://www.vagalume.com.br/elis-regina/como-nossos-pais.html#ixzz2EMYqIEnO

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Imagem é tudo? As vezes é a única coisa...

Sempre fui vidrado em TV.

Via qualquer coisa na televisão. Programas bobos, novelas, filmes, telejornais, documentários, seriados e até os comerciais. Estes então me fascinavam e ainda atraem minha atenção.

Ver a criatividade de vários profissionais em 30 segundos é uma diversão. Algumas são muito boas outras nem tanto, mas avaliando o pequeno tempo, de 3 a 5 minutos, e a grande qantidade de propagandas espremidas a que te chama atenção merece algum crédito. 

E quem não lembrado comercial do primeiro sutiã?
http://www.youtube.com/watch?v=JlIAtOVY4qo

Sprite - sede é tudo!
http://www.youtube.com/watch?v=v18lgAqxf1o

Bombril? Entre muitos outros.
http://www.youtube.com/watch?v=K3ISt2ziLkI

Selecionei apenas alguns...

Agora se pararmos para analisar qual a função deles?
* Chamar nossa atenção e vender um produto ou serviço.

E o que fazer quando este produto? Difícil saber a melhor saída. Reclamar? Bater boca com a empresa? Procon? Pequenas Causa?

Já tive inúmeros problemas com várias empresas. E sempre tentei resolver conversando. Mas nem sempre deu certo. Acabei ficando mesmo no prejuízo.

Empresas vendem serviços que não têm capacidade para cumprir, produtos sem qualidade e muitos clientes insatisfeitos.

E nós como cliente o que temos que fazer? O QUE FAZEMOS?

Fica a pergunta no ar... Responder e refletir fica para cada um de vocês leitores... 












segunda-feira, 16 de julho de 2012

Voltando as origens

Sabe quando um comentário atiça seus pensamentos e você se transporta para uma outra dimensão de tempo e espaço? Não?! Eu também não sei... Talvez já tenha passado por isso e ponto final.

Mas este post começou a ser pensado devido a um comentário real! Uma amiga leu o post anterior e escreveu dizendo algo como: "... porque voltamos as origens com o passar do tempo..."

Fiquei com este comentário martelando a minha cabeça e queria levantar uma discursão, reflexão ou seja lá o nome que for ou que você leitor queira dar...

Nascemos transgressores - Impactante falar isso! Talvez seja nossa natureza para evoluirmos. Talvez, sim, talvez não.

Penso que somos formados da mistura do melhor e do pior de nossos pais - Nada é perfeito. E nosso livre-arbítrio, educação, formação, amigos, família, sociedade nos conduz para um melhor aproveitamento dessa mistura inicial.

Em nossa caminhada (ciclo) pela vida nos ensinam e aprendemos a ser independente desde muito cedo. Andar, comer, beber, vestir sozinhos. Com a supervisão de nossos pais, avós, tios... Crescemos e queremos e buscamos novas experiências. Os mesmos que nos supervisionavam na etapa anterior são os que vão se preocupar, brigar e questionar nossos aprendizados e atitudes - certos que estão fazendo a coisa certa. E estão. Nós, como transgressores, enfrentamos e quebramos os elos das correntes que nos mantinham no conforto de nosso lar e buscamos mais conhecimentos agora em vôo solo.

Nesta etapa da vida temos a real noção de que não tínhamos noção de nada. Tudo é tão diferente. E nosso mundo se resume a papéis, relatórios, contas, dinheiro, algumas festas e só. É agora que inicia nossa reflexão e avaliação de tudo que nos foi ensinado e aprendido.

Olhamos para trás tentando buscar referências em tempos remotos para acalentar nossos pensamentos. Preencher lacunas existentes. E é aí que vejo onde inicia nosso "voltar as origens". Ver e associar situações de quando éramos pequenos e tirar de lá um novo ensinamento, uma nova leitura do aprendizado passado. Buscar no passado respostas para o presente e quem sabe o futuro. 

O passar do tempo,  é uma forma de ver o ciclo de crescimento pessoal. O conjunto de altos e baixos, erros e acertos, escolhas e abdicações é que podemos chamar de vida.


quinta-feira, 5 de julho de 2012

Porque gosto de ficar na cozinha?

Continuando a falar sobre minhas reflexões e pensamentos. Gosto da cozinha porque lembro de minha avó. Que sempre cozinhou para a família inteira.

Nunca reclamou de fazer comida para 6 pessoas e chegarem 15 comensais. Fazer comida as pressas para não faltar para ninguém.
Nunca achou ruim passar horas e horas na frente do fogão. Queimando os dedos. Cortando os dedos. "Escondida" na cozinha. Alimentando a família.

Sempre foi este o ofício dela: manter a casa organizada. E esta atividade consistia em acordar cedo para o preparo do café da manhã, prepara o almoço, o café da tarde e o jantar. Resumindo MUITO, essa foi a rotina de minha avó.

Desde de muito pequeno passava horas com minha avó. Ajudando no que podia. Correndo pela casa. Quebrando uma coisa ou outra... E sempre me lembro dessa época, eu e ela na cozinha.

Na cozinha era onde tudo acontecia. As conversas, os encontros, as risadas, a família reunida...

Dias chuvosos eram motivos para os famosos bolinhos de chuva. Comer até não aguentar mais na frente da TV vendo sessão da tarde.

Domingos? Também era dia de visitar meus avós. Acordar cedo ir para a igreja e depois almoçar com meus avós. Era a rotina da família: ver Programa Silvio Santos. Futebol pela televisão. E finalizar o dia vendo Fantástico. Passados muitos anos meus domingos ainda são assim com pequena variação. Mas a ida a meu avô continua firme e forte.

O Natal era época de muita fartura! Pernil assando por horas no forno. Um batalhão de gente na cozinha!! Um entra e sai de parente pelos cômodos da casa. Primos chegando. Rabanadas quentinhas saindo da frigideiras. Arroz de festa. Chester. Farofa. Frutas. Tudo para uma única noite.

Aniversários ou outra comemoração qualquer que inventassem que seria na casa de meus avós certamente minha avó estaria no fogão para manter o bem fazer e a boa comida para a família e amigos próximos ou nem tão próximos assim.

Sempre tive uma relação com a cozinha desde pequeno... E isso cresceu nos últimos anos. Somados a novos rstaurantes, novas comidas, experiências gastronômicas, estudos...


terça-feira, 3 de julho de 2012

O que voce fez (ou faz) de importante em sua vida?

Dia desse me peguei pensando no título deste post. Acho que ouvi num comercial ou li alguma citação de alguém famoso. Não importa.

Desde o nascimento, corremos atrás de algo. Mas nunca paramos para analisar e refletir sobre nossas vidas, nossas decisões, erros, acertos. Ou quando paramos é poque a vida nos dá "aquele" susto - morte de parente ou amigo, demissão ou alguma outra perda.

Porque parar para refletir somente quando estamos passando por momentos delicados em nossas vidas? Porque não parar com um pouco mais de frequência?? Cada um de nós temos que encontrar este tempo para refletir. (Como ouvi numa peça de teatro: "cada um a seu tempo...") Mas é importante parar e saber onde estamos e para onde estamos indo. Avaliar e ver a caminhada é mais importante do que o destino, em minha opinião.

Passei a adolescência procurando meu eu interior. Ou tentando entender qual o sentido da vida. Porque eu estava no mundo? Qual era a minha missão? Qual seria meu destino? Ou o que eu faria para ganhar dinheiro? Trabalho? Relacionamentos? Onde iria morar? O que era felicidade? Muitas questões e nenhuma resposta. Estas viriam e virão em pequenas mudanças durante a vida.

Terminei meus estudos, num colégio de freiras, e parti para o que achava seria a segunda etapa da vida - o segundo grau (antiga nomeclatura).

Primeira mudança!

Novo colégio. Amigos nem tanto, muitos foram para o mesmo colégio - o que era um alento por manter os amigos e a amizade. Novos professores. Novas matérias. Estudos. Novas amizades. Passeios. Festas. Matinês.
Alguns meses a frente descobri que faria outra mudança. Só que agora era de cidade e estado!!!

Segunda mudança!

Casa nova, cidade, estado, amizades, amigos, professores, sotaque, ônibus, ruas, clima, vizinhos...
Tudo novo! E era tudo mesmo!!!
A família mudou para uma cidade menor e que prometia uma vida melhor para seus moradores. Era um modelo de cidade. Planejada, com vias expressas, ruas limpas e muito a ser descoberto.
A paixão a primeira vista pela cidade passou no primeiro inverno. Ohhh frio! E que frio!
Mantive contato com muitos dos amigos antigos e sempre escrevia muitas cartas (de papel) não existia internet como hoje em dia. E me confortava escrever 10 ou mais cartas e contar tudo que acontecia de novo comigo e eu lendo as respostas me informando das mudanças da cidade que deixei, fisicamente.
E no final de ano com as férias escolares era o momento de reencontrar com o passado: arrumar as malas e rever os amigos antigos e rir de nós mesmos de nossas vidas, nossos acertos, nossos medos e nossas decisões. Uma semana de visita ao passado. Revigorante.
O vestibular chegou e a faculdade iniciou, mais mudanças pela frente.
Tudo novo, de novo! Horário de estudo, conhecimentos, professores e suas manias, truco, matar aulas, fazer novas amizades. Trabalhar, porque tinha que por em prática o que era ensinado nos bancos da faculdade. A vida adulta batia na porta.
Passei por alguns estágios, estudei muito e dormi pouco - com 20 e poucos anos a última coisa que você pensa em fazer é dormir. Até iniciar numa empresa como funcionário efetivo.
Veio o primeiro salário e o consumo! Aprender a gastar com parcimônia e inteligência seu dinheiro. Foi difícil mas não foi impossível. Comprava muita coisa e adorar ir aos shoppings ver as novidades e quando possível comprá-las!
Mas um dia eu iria escorregar... e foi pouco salário para o mês inteiro. Entrei em pânico. Nunca tinha me acontecido e tive que aprender como evitar. O mês seguinte foi digamos de retiro. Retiro das economias para cobrir o rombo feito no período passado.
Aprendi com o episódio e tive apenas muitos anos depois outro episódio semelhante, mas sabia o que deveria fazer e como fazer.
Outros empregos vieram. E algo me atraía para a minha cidade natal. E um novo emprego me fez voltar a viver na cidade natal.

Terceira mudança!

Agora o passo era maior! Morar sozinho, pagar muitas contas que eu não tinha nem idéia de que existiam. E como uma amiga comentou comigo: "As coisas (alimentos) estragam mesmo na geladeira!" Tudo era aprendizado novo e constante.
A correria. O Trânsito. Novos amigos. Novo horário de trabalho. Novos passeios.
Passei bons anos e chegou a hora de mudar de novo.

Quarta mudança!

Esta foi e tem sido uma mudança em tudo. A nova cidade é organizada mas sofre com o precário transporte público.
Eu depois de anos fazendo um trabalho, troquei de profissão. Agora tudo é muito, mais MUITO novo e revelador, estressante e interessante, muito mais corrido e inebriante!
Porque saí da zona de conforto? Sem resposta para essa. Ou eu diria que era o momento para dar uma virada na vida. Sair e fazer algo diferente do mesmo. Algo que encante quem você gosta e conhece ou quem acabou de conhecer.
Antes de decidir realizar esta mudança me preparei. Fiz um curso profissionalizante. Preparei uma reserva financeira.
Pensei muito antes de decidir. Muitos me apoiavam e muitos diziam que eu era louco. Temos que ter opinião de todos sendo boas ou não.

E respondendo ao título do post. O que eu fiz ou faço de importante em minha vida? É cultivar amigos, ter uma boa família,  sorrir para as adversidades e tentar mudar um resultado negativo. Me propor a fazer mais. A viver mais. A criar novos vínculos. Excluir outros. E o principal: mudar. Porque é mudando que nós crescemos como ser humano, pessoa, indivíduo.

Mude algo também. Essa é minha dica. Mude o caminho para o trabalho. Leia um livro que você não leria. Altere o caminho para sua casa. Estimule seu cérebro. E cresça.






sábado, 23 de junho de 2012

Repensando o futuro

Esta nova fase de se "redefinir" é algo novo para mim.

Pensar no futuro de forma totalmente diferente de quando estamos com 17/18 anos. Auge da adolescência, festas, porres, brigas, sorrisos e muitos amigos. E um mundo de opções, caminhos e decisões a fazer, que definirão seus próximos passos.

Definir ou decidir seguir uma outra carreira no meio do caminho é uma atitude insana? Louca? Não! Nada disso! Mudar é preciso. E é assim que crescemos. 


Pedras pelo caminho serão encontradas. Devemos aprender com elas e continuar a caminhar. É difícil, muito difícil. Dá vontade de desistir e voltar a sua vida anterior, onde você já conhece e sabe como funciona.

Mudar dói!

Durante nosso caminho profissional mudamos de opinião, erramos, acertamos, testamos, crescemos. Isso tudo é parte da vida adulta.


Uma nova carreira é começar tudo do zero. Tudo que vc fez de bom no passado fica no passado e agrega em sua bagagem profissional.


Temos que nos dar um tempo para brotar. Mostrar resultados pode ser que leve algum tempo. A pressão, cobrança, as atividades a serem realizadas são diferentes.


É como se fosse um novo namoro. Você está iniciando um novo relacionamento. Tudo é novo. Um terreno desconhecido.


Vamos em frente. Um passo por vez.


Importante é não desistir. Dar o seu melhor. Para colher o fruto no futuro.

















segunda-feira, 18 de junho de 2012

Dia a dia na cozinha - a semana

Retomando.

Depois da noite do Dia dos Namorados as noites seguintes foram tão movimentadas quanto o dia especial.

Pratos subindo cheios e voltando vazios - bom sinal. Cliente satisfeitos e recomendando e retornando.

Muita ralação na cozinha para que saia tudo perfeito para o cliente. E muito aprendizado porque todo dia tem algo novo para aprender.

Vamos descansar porque já já começa tudo de novo! Porque a cozinha não para.

Este post é pequeno pois o sono chegou...

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Dia a dia na cozinha - Dia 02 - Dia dos Namorados

Obrigado pelos comentários deixados no post anterior. E pelas várias visitas que o blog teve!

Dia 02 - um sufoco no início e um sucesso no final

Menu especial. Decoração romântica. Brigada da cozinha reforçada e muito a fazer!

- http://nossacozinhabsb.blogspot.com.br/p/jantar-dos-namorados-junho2012.html - Blog do Restaurante

Organizar o espaço para preparação e montagem dos pratos foi pesado. Eram apenas 16h e tudo deveria estar pronto as 18h-19h.

O jantar prometia. Menu fechado para o casal de namorados com 04 pratos - 02 entradas, prato principal e 02 sobremesas a escolher.

Eu, novato na cozinha, meio perdido - algo normal para o segundo dia de trabalho. A preocupação minha era com meu rendimento e quais atividades que eu seria responsável durante a noite.

Iniciamos as preparações dos pratos. Lavar, descascar, processar as mandioquinhas - batata baroa. Foram quase 07kg! Imagine o trabalho!? Cortar quadrados de queijo brie, linguiça calabresa. Ralar parmesão. Desfiar 03 patos. Preparar a base para o risoto. Empanar os camarões. Defumar os camarões da amouse. Cozinhar os conchigliones. Picar alcachofras para recheio da massa. Preparar os morangos para as sobremesas (4kg). Ufa!!

O chef dividiu a equipe e fiquei responsável com a montagem e liberação das entradas.

As 19h30 a cozinha abriu e em 20 minutos todas as mesas estavam ocupadas!

L-O-U-C-U-R-A  T-O-T-A-L

Mau a cozinha abriu e ficamos atolados com as comandas descendo para a cozinha.

Ninguém quer ver cliente reclamando na demora de seu pedido. Ainda mais no dia dos namorados.

Tínhamos que liberar as amouses (entradinhas) a toque de caixa! E eu, novato, na correria para montar prato, confirmar número da mesa, liberar para o salão. E tudo isso não deveria demorar mais do que 3 minutos.

Demorei um pouco para pegar o jeito, mas depois da quinta entrada liberada, uma chamada do chef, a montagem das amouses, entrou em ordem. Logo após deveriam ser montados o creme de mandioquinha com brie e torradinhas, liberadas assim que voltassem os amouses.

O estresse estava altíssimo e os pratos saindo para o salão como se fossem de uma fábrica de delícias, correria total.

Cozinha a todo vapor. Todos na cozinha comprometidos e antenados com os pedidos que vinham do salão.

O serviço só acalmou após as 23h50, quando desceu o último pedido. Respiramos fundo e com o rosto de exaustão festejamos o "encerramento". Foram 60 casais na noite... 120 pessoas. 480 pratos.

Precisávamos de um break - 5 minutos.

E partimos para a tarefa seguinte: limpar a cozinha, pratos, chão, paredes, bancadas, embalar e etiquetar as comidas, armazenar, fechar o restaurante e ir pra casa. Literalmente nesta ordem!


A última sobremesa subiu para o salão as 0h10.

Clientes satisfeitos e com sorrisos no rosto. Felizes com a boa comida e agradável noite. foram para suas casas com uma lembrancinha romântica.

...


Pés em frangalhos. Banho relaxante. Massagem e alongamento para descansar... Olhei para o relógio e já eram 3 da matina.

Fim do expediente.




quarta-feira, 13 de junho de 2012

Dia a dia na cozinha - Dia 01

2012 é um ano de mudanças.

Como muitos sabem estou de profissão nova - Cozinheiro. Sim, uma pequena mudança - risos.

Iniciei, oficialmente, nesta segunda, 11/06/2012, véspera dos Dias dos Namorados.

Tudo era novo: local de trabalho, uniforme, horário e atividade.

Meio perdido, como seria normal o início, já fui posto no fogo para aprender e produzir! "Quem está na chuva é pra se molhar".

Fui apresentado aos outros funcionários e já parti para a mesa de trabalho! 10kg de costelas de porco para cortar, temperar, fazer uma marinada e assar para o jantar. Isso era apenas 16h30.

Sufoco! Porque tinha muito mais a fazer e o tempo era curto. Eu tinha que aprender na prática e fazer o mais rápido possível e certo.

Preparar molhos, saber as receitas. Acertar o ponto das carnes, torradas, musseline, batatas assadas, risoto, linguini/talharim.

As 19h30 chegaram os primeiros clientes. E não pararam de chegar até as 23h!!! Várias mesas em revezamento de pratos e clientes! Sucesso! E digamos sufoco na cozinha! Foram mais de 80 pratos/sobremesas em 4h e em plena segunda-feira!

Os pedidos vinham nas mãos dos garçons e "cantados" para serem montados e liberados para o salão.

Ordenar a loucura da cozinha não é nada fácil! Acertar o timing da equipe da cozinha. Gritos, cara feia, brincadeiras e muita parceria. Assim é meu novo dia a dia. Diferente do anterior? Em nada!

No fim da noite. Todos cansados mas com o sorriso no rosto de dever cumprido!

Agora era a hora de iniciar a segunda etapa da cozinha: Limpar para o dia seguinte. Muita louça para lavar, panelas, chão, fogão, paredes, lixo para lixeira, etiquetar e guardar as comidas. Tudo finalizado as 1h da matina!!! Fechar restaurante, chegar em casa, tomar banho, lavar o uniforme, Ufa! Dormir? Lá para as 2h/3h.

...

Limpar, lavar, separar, picar, arrumar, receber os pedidos, montar e liberar os pratos, correr contra o tempo, corrigir falhas... Esse foi um resumo da noite.

Já deitado na cama e refletindo sobre a noite, foi uma noite e tanto! Pernas para o alto porque depois de 7h em pé e muitos estresses, subir e descer escada, ir e vir pela cozinha, não é mole não!!!!

Amanhã, ops! Hoje será mais agitado ainda! O "Dia dos Namorados" é dia especial e dia de menu especial. E na cozinha tudo começa muito antes do cliente chegar no restaurante com sua reserva ou aguardar na fila de espera para seu jantar especial!

A noite promete! Aguardem!


segunda-feira, 4 de junho de 2012

Dicas para aproveitar um pouco de NYC em curto espaço de tempo

New York é uma cidade interessante, agitada, barulhenta, apressada, quente, fria, individual, coletiva... Enfim tudo junto ao mesmo tempo! Cheia de vida e insanamente incrível.


Sempre tem algo acontecendo e correndo de um lado para outro, para cima ou para baixo.

Selecionei aqui um roteiro básico para quem nunca veio ou esta em sua primeira vez na terra do Tio Sam.

Dia 1 - Reconhecimento e tirando o jet leg
Depois de passar pelo estresse das 10 horas de vôo, imigração com perguntas nem sempre amigáveis e chegar até seu hotel/hostel e afins.

Tome um banho, coma algo e faça uma caminhada pelos quarteirões próximos para saber o que tem de interessante e onde tem comida próximo de onde vc esta hospedado.

Volte para o hotel e durma um pouco - se for cedo. Se já estiver escuro e tarde durma até o dia seguinte para recarregar as baterias, porque a partir do dia seguinte você só vai parar no dia de arrumar a ou as malas e ir para o aeroporto. É apenas um conselho mas muito válido.

Dia 2 - Metro mais conhecido como Subway
Tênis confortável, mochila sem muita coisa - apenas óculos escuros, mapa da cidade, guia, maquina fotográfica, casaco e garrafa de água. Roupas leves (verão). E um guarda chuva para emergência.

No metro Compre um passe válido para os dias que vc vai ficar na cidade. Tem para 7 ou 30 dias, a partir do dia de compra.

Peça o mapa do metro para facilitar seus caminhos por baixo da terra. É um mundo a parte. Para quem esta acostumado a 2 ou 4, 5 linhas de metro, aqui tem 7 linhas numeradas e mais inúmeras com letras que vão do ABC-RSW...

Mapa no site: http://www.mta.info/

O transporte público funciona. Com suas peculiaridades. Com o tempo você descobre os macetes de como ter uma excelente utilização.

O cartão serve tanto para o metro quanto para o ônibus. Então, se você comprou o de 7 dias, por exemplo, tem 7 dias ilimitados para usar tanto no metro quanto nos ônibus. Obs: cada passagem custa $2,25, unitário por viagem...

Utilize sempre o metro, minha opinião. Além de ser mais rápido para chegar onde vc quer, não tem tanto congestionamento.

Aqui também tem engarrafamentos. Porém não se comparam aos do Brasil.

Se perder no metro é algo tradicional e vc vai passar por isso. Seja a primeira vez usando o sistema ou a centésima.

As estações tem boa sinalização e várias, digo VÁRIAS saídas, para as ruas e avenidas próximas. Antes de entrar no vagão, aguarde quem vai sair. Não encare ninguém. Porque ninguém gosta que fique olhando... E você pode passar por uma situação embaraçosa.

Nas estações vira e mexe tem alguém tocando algum instrumento musical, cantando e passando o chapéu. A primeira vez é super gracinha a décima você quer que ele suma do seu campo de visão. (desculpe, não é para ofender ninguém, é apenas a minha opinião) Ok, foi um comentário forte?! Talvez. Mas sempre quando entro nas estações e ouço bossa nova! Fico admirado e acabo abrindo a carteira. E sim, aqui música brasileira faz muito sucesso!

Dica: a cidade é dividida um Uptown e Downtown. Resumindo apenas a ilha de Manhattan. East e West. Pense onde vc está e para onde quer ir. Localize a plataforma e se jogue na aventura!


Dias 3, 4, 5... - Pontos turísticos
Aqui é uma mistura em andar de metro e conhecer a cidade. Separei mas nem precisava. Básicos e tradicionais. Não fuja deles pois é quase ir a Roma e não ver o Papa, apesar deste ficar no Vaticano. Risos.

Dica: compre o CityPass - http://www.citypass.com/ É mais barato do que pagar separado as atracões e vc ainda não fica nas filas que são kilometricas. Além de ter outras benesses nas atracões incluídas.

Descobri a pouco tempo que os museus tem valor de entrada recomendado, o que significa que você pode pagar quanto quiser para ver a atracão. Sim, eles irão te olhar com olhar feio, reclamar mas turista quer economizar. Seja educado e já mostre que a entrada tem o valor recomendado. Vou fazer isso amanhã então depois passo informações corretas.

- Um roteiro off, para vc sair do tradicional -


Universidade de Columbia 
Conhecer um verdadeiro campus universitário norte americano. Fica na 116th Street linha 1. 

Catedral de St. John
A catedral não finalizada até hoje. Enorme, linda e com vitrais espetaculares! Recomendo para quem gosta. Fica próximo a universidade de Columbia.

Teatro Apollo
Onde os bambas do soul, Michael Jackson, Lionel Richie, Chaka Khan, cantaram, cantam e engrandecem a história da soul music. Fica na 125th Street. Dá para ir a pé basta ter disposição. 



Battery Park
Fica na ponta da ilha e é ótimo para caminhar e ver a estátua de longe antes de embarcar no barco que te leva para vê-lá de perto.

Ponte do Brooklyn
Vá de metro e volte andando pela ponte. Passeio imperdível!

Brooklyn Promenade
Um caminho bonito e agradável para caminhar a beira do rio East e vista para Manhattan - Wall Street.

High Line
Uma linha desativada de trem que transformaram em jardim. :) Recomendo é onde foi tirada a primeira foto do post.

Atravessar a 42th Street - Trip Advisor
Muito interessante e cansativo. Você começa o passeio pelo prédio das nações unidas, ONU. E termina no Circle Line, onde tem passeios de barco. E fica perto do porta aviões Interprise. Prepare as pernas, pés e mente.

Cansou? Pegue um ônibus! Você tem passe ilimitado!

Jardim botânico De New York - Bronx
Este é afastado do centro mas vale muito! Muito bonito e muito bem cuidado. A exposição atual é "o jardim de Monet", simplesmente FANTÁSTICO! Colorido, cuidado, nos mostra um réplica do jardim original que fica em Giverny, França.



Dia de shopping - chegamos onde todos os turistas apreciam.
Turista gosta mesmo é de gastar dinheiro!!! Comprar lembrancinhas para os amigos, parentes, afilhados e para quem mais estiver na lista.

Se você andou pelas lojas de grife na 5th Avenida e não encontrou nada a seu gosto. Corra para o Outlet mais conhecido em Manhattan, o Century 21. Neste, com certeza, você encontrará algo de seu gosto e sairá cheio de sacolas e pinta de turista! Hahahaha.

Eu sempre entro na loja com o mantra: "não vou comprar, apenas verei...". Não funciona, sempre encontramos algo que é de nosso gosto.




Outras fotos....

Broadway - Time Square



 Chrysler Building





quinta-feira, 12 de abril de 2012

Meu olhar sobre Paraty

Nunca tinha viajado para o litoral Sul do RJ.

Sempre foi um lugar distante, no meu imaginário. Férias? Sempre foram pra casa dos tios em Recife, Volta Redonda. Ou litoral norte no clube do trabalho de meus pais em Rio das Ostras, Cabo Frio, Iguaba e arredores. Locais onde já conhecíamos os restaurantes bons e ruins, onde ir, qual o melhor quarto do clube de férias, enfim tudo normal para minha família.

Era a época tão esperada, aguardada, com muita ansiedade. Isso nos idos de 80 e poucos - nossa já estou escrevendo como se tivesse 80 e muitos...

Voltando ao assunto principal. Foco!

Alguns anos pra frente. Passando por 3 mudanças de endereço. 2 trocas de estado. 3 estágios e 4 empregos. Períodos de férias e muitas viagens. E uma mudança de carreira.

Chegou a hora de conhecer o litoral Sul do RJ!

Local escolhido: Paraty, é claro! Algumas referências: Amyr Klink, ouro, tropeiro, gastronomia e cachaça. Um desbravador, um pedaço da história do Brasil, e a nova carreira. Bingo! Perfeito!

A viagem começou bem. Malas prontas, previsão do tempo segura com sol! Carro revisado. Tanques cheio!

O tempo de viagem foi de 4h. Estrada desconhecida por mim e com muitas obras devido a TransCarioca. Foi dentro do esperado.

A trilha sonora da viagem foi outro ponto alto... (eu achei)
:> Antônio Nobrega, Marisa Monte, Lobão, Paralamas, DJ Marky, DJ Patife, Fernanda Porto, Patricia Marx, entre outros somados a um variado de música eletrônica e fechando com chave de ouro, o Rei, Roberto Carlos.

Passar por Barra, Recreio, Santa Cruz, Seropédica, Angra dos Reis e chegar ao destino sem nenhum contratempo foi "o" início.

Paraty é uma cidade pequena, charmosa e com um centro histórico restaurado e bem conservado.Tudo acontece no centro histórico. Logo, a dica é se hospedar em alguma pousada, hotel ou hostel próximo. Isso vai economizar tempo e as pernas porque caminhar é a outra dica!

A cidade tem ótimas opções para todos os bolsos então bater perna e encontrar o seu cantinho fica sendo mais uma dica por ajudar a se situar na cidade.

Eu rodei todas, ou quase todas as hospedagens no centro histórico, nas proximidades e na outra margem do rio.

Para os amigos abastados a Pousada do Sandi. Para os econômicos tem o Bed and Breakfast. Se juntar um grupo pode-se ter melhores custo benefícios. Fiquei na Pousada 4 Ventos, ótima localização e custo.

Fechou onde vai deixar a mala/mochila. Tome um banho pra recarregar as baterias calce o tênis e hora de bater perna! Porque vc veio aqui aproveitar seu tempo! (meninas esqueçam que existe salto alto!)

Muitas lojas, restaurantes, bares, armazéns, cafés, sorveterias, creperia, pontos turísticos para conhecer.


Gastronomia

Experentei o máximo que pude. Locais, "exóticos", padrões.

O Thay Brasil, http://www.thaibrasil.com.br/, está em novo endereço e gostei. Pratos bem apresentados e saborosos. Cuidado com a pimenta porque quando é forte ninguém consegue comer... Risos, é por sua conta e risco.

O Margarida Café, http://www.margaridacafe.com.br/, foi uma experiência ótima. Ótimos pratos e uma mistura interessante.

O Café Pingado, deixou a desejar. Não aceita cartão. Mas o ambiente é bem agradável e gostoso. Escolha o café Illy e tome um ótimo café. Um amigo meu recomenda o Orfeu. Eu ainda não provei.

O Banana da Terra, http://www.restaurantebananadaterra.com.br/, me chamou atenção pelo cardápio e pecou pelos detalhes. Experimentei o café gourmet com 5 mínimo sobremesas. O café, Nespresso, ponto positivo. Os minis doces tiveram uma apresentação interessante, mas o prato com as bordas lascadas tirou todo o requinte. Não é barato!

Todos os listados acima e os outros sempre tem pratos muito bem servidos que dão para dividir, assim ninguém fica com culpa. Os preços são justos.


Passeio de barco pelas ilhas e praias

Altamente recomendado!!!

Ótima experiência e diversão garantida.

Protetor solar, roupa de praia, óculos escuros, máquina de fotos. O resto vem com o sobe e desce do barco cortando as águas do litoral sul...

Paisagens deslumbrantes, ilhas particulares, praias desertas, boa comida a bordo e muito turista!

Passeio de 4h/5h, saindo as 10h da matina do cais! Barco - Rei Cigano, http://www.reiciganoparaty.com.br/passeios.php.


Resumo

Uma perfeita união do melhor com o melhor.

Voltarei outras vezes porque tem muito a fazer e muito a descobrir.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Delícia 31 de 31 - Macarrons

Bem, chegamos a derradeira delícia!


E escolhi esta receita difícil e trabalhosa para o final. Porém é muito, mas muito gostoso.


Macarrons são "biscoito" franceses feitos com clara de ovo e farinha de amêndoas. E o recheio é o que vc quiser! Eu escolhi creme de avelã ou comumente chamado de Nutella.






Obrigado meus amigos e que este desejo de vocês e meu também seja realizado dentro em breve com consistência e solidez!

Continuarei o blog com novos assuntos referente a este novo caminho por mim traçado e disposto a dar bons frutos - doces e salgados.

2012 já está diferente! Sucesso a todos nós.






---------------------------


Receita:

1/2 xícara (chá) de clara de ovo
3/4 xícara (chá) de açúcar de refinado
gotas de corante na cor de sua preferência
1 xícara (chá) de farinha de amêndoas
1 xícara (chá) de açúcar de confeiteiro

Numa tigela misture clara de ovo e açúcar refinado. Leve a tigela para o banho-maria e misture sem parar até que a mistura perca a viscosidade.

Transfira a mistura para uma batedeira e bata até ficar duro (como clara em neve). Junte gotas do corante na cor de sua preferência. Desligue a batedeira e com o auxílio de uma colher junte farinha de amêndoas e açúcar de confeiteiro. Isto fará com que algumas bolhas de ar se desprendam. Coloque a mistura num saco de confeiteiro.

Numa assadeira untada com manteiga e farinha de trigo (ou sobre uma fôrma de silpat) pressione o saco de confeiteiro e vá formando pequenas bolinhas (sem picos).

Leve a assadeira para o forno pré aquecido a 100ºC por 10 minutos. Depois aumente o forno a 130ºC por mais 10 minutos.

DICA: não aumente mais que 130ºC para não rachar os macarrons.



Delícia 30 de 31 - Quiche Lorraine

Desde que eu provei esta delícia fiquei boquiaberto com a simplicidade e sabor!

Não tinha procurado receita. Como eu já estava estudando gastronomia fui procurar na apostila do curso e lá encontrei a receita!!!

Com o sorriso aberto no rosto um mês depois me encontrei com a receita. Fizemos todo o mise en place e iniciamos o preparo para degustarmos depois.

É muito simples de fazer e com pouco trabalho e alguma experiência fica mais fácil ainda!



Ingredientes:

200g bacon (magro) cortado em cubo
200g de cebola cortada em fatias
300g de farinha de trigo
150g de manteiga sem sal
06 ovos
125ml de leite
200ml de creme de leite
azeite, sal e pimenta a gosto

Modo de Preparo:

Massa: Misture a farinha de trigo com a manteiga até ficar homogênea. Acrescente 01 ovo previamente batido e misture. Embrulhe com filme plástico e deixe na geladeira por 30 minutos.

Creme: No liqüidificador misture o leite, creme de leite e 05 ovos. Bata e reserve.

Recheio: Doure os cubos de bacon numa frigideira com um pouco de azeite. Reserve.
Doure a cebola na mesma frigideira.

Montagem: Abra a massa com um rolo ou com a mão. Cubra uma forma de fundo removível. Disponha os cubos de bacon e as fatias de cebola por toda a área da forma. Despeje o creme por cima.

Assar: Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus C por 30 minutos. Se o creme estiver muito liquido deixar por mais 15 minutos com o forno a 200 graus C.



terça-feira, 20 de março de 2012

Delícia 29 de 31 - Red Velvet cobertura de cream cheese



Este foi um pedido de 02 amigas e por este motivo demorei um pouco para tomar coragem de fazer e oferecer o cupcake – medo de não chegar agradar o paladar ou a expectativa gerada.

Por “sorte” e um pouco de tato culinário consegui uma boa receita e que se saiu bem no teste em produção – comentário para os amigos de tecnologia.

A massa saiu do forno fofinha e meio rosada. Deveria ter ficado vermelho mas era a primeira vez que eu fazia e não tinha muita noção para uso do corante vermelho. Deixei a esfriar para receber o recheio e cobertura.

Próximo passo era acertar a cobertura. Enquanto o bolinho esfriava iniciei o preparo da cobertura. Cream cheese, manteiga, um pouco de canela e misture tudo. O meu pouco de canela caiu mais do que deveria e para minha surpresa ficou melhor do que o esperado. Deixei na geladeira para dar consistência para decorar.

Após decorados e embalados era chegada a hora da degustação!!!

Frio na barriga! Mãos suadas.... Nervosismo...

Com a fornada de cupcakesRed Velvet” pronta para a degustação e prova final, o grupo de amigos que já estão no mainlist  e para novos que entraram com a divulgação boca-a-boca. Fui surpreendido com bons feedback e boas doses de elogios apoiando a abertura o mais breve possível da lojinha e guloseimas.

















segunda-feira, 19 de março de 2012

Delícia 28 de 31 - Suflê de legumes

Vamos falar de uma receita light - pelo menos o nome (risos).

Ok, ok! Mas é menos calórica do que as que tenho falado aqui no blog.

Prato simples. Muito saboroso. Leve para uma refeição noturna.

Suflê pode ser de qualquer sabor/recheio. Use a sua imaginação e crie o seu, como minha sugestão.

De Legumes variados, apenas de cenoura, de bacalhau.... e por aí vai.



Ingredientes:
04 ovos
100 g de vegetais variados de cada um destes listados: couve-flor, brocolis, chuchu, cenoura
1/4 de cebola
50 g manteiga
50 g farinha de trigo
250 ml leite
50 g parmesão
Uma pitada de sal / noz moscada / pimenta do reino

Modo de Preparo:


1. Cortar os legumes em brunoise 
2. Cozinhar rapidamente em água fervendo, reservar
3. Picar a cebola e refogar na manteiga
4. Adicionar a farinha de trigo, o leite, as gemas e o parmesão
5. Temperar com sal, pimenta-do-reino e noz-moscada, reservar
6. Bater as claras em neve e misturar ao creme reservado
7. Colocar em uma fôrma refratária untada com manteiga e farinha trigo
8. Salpicar o parmesão ralado
9. Assar em forno pré-aquecido a 180 oC, por cerca de 40 minutos.


domingo, 18 de março de 2012

Delícia 27 de 31 - Profiterólis com recheio de doce de leite e cobertura de chocolate meio amargo


Vamos dar continuidade ao projeto que já foi finalizado, mas não disponibilizado no blog as próximas receitas foram experimentadas e aprovadas. Porque se não o fossem não entrariam na listagem das #31Delicias.

A semana que passou foi de adaptação na nova rotina e nova vida.

Esta receita é muito simples e por sua simplicidade se torna um diferencial acertar o ponto.

A massa tem sabor neutro onde podemos utilizar tanto recheios doces quanto salgados. Nesta receita utilizei o doce de leite pois era uma sobremesa que queria. Podemos substituir por creme de confeiteiro, geléias, sorvetes, enfim, basta utilizar a criatividade.


Receita:
- 200ml de água
- 100g de manteiga
- uma pitada de sal
- 100g de farinha de trigo
- 04 a 05 ovos

Modo de preparo:
- Ferva a água e derreta a manteiga
- Adicione a farinha de trigo e mexa vigorosamente para homogeneizar
- Acrescente os ovos um a um e misture
- Com a utilização de um saco de confeitar faça pequenos pingos e ponha em forno quente por 10 minutos
- Após este tempo diminua o forno e deixe por mais 15 a 20 minutos. Até dourarem.
- Retire e deixe esfriar

Recheio:
- Doce de leite

Cobertura:
- Chocolate meio amargo derretido



quarta-feira, 7 de março de 2012

Delícia 26 de 31 - Torta de Pera com queijo azul


Quando me deparei com esta receita ela me chamou atenção por misturar pera e queijo azul!?!?!

Pensei comigo mesmo. Isso não dá certo. Fruta e queijo? Assado?

Resolvi testar. E tirar a prova.

Antes de continuar a falar da receita vou comentar sobre o queijo azul. (risos)

O queijo azul que falo aqui é o que chamamos de roquefort e/ou gorgonzola. Porem descobri que o nome Roquerfort é dado apenas ao queijo feito na região de Roquefort-sur-Soulzon, no sudeste da França. Logo é a mesma historia do champagne. Um pouco de conhecimento não faz mal a ninguém.

... voltando a receita.

Para a salada alface roxa, rúcula, amêndoas com redução de balsâmico.

A foto ficou muito boa e a harmonização com uma cerveja gelada ficou perfeita.

Resumo: ótima combinação para um jantar leve e um ótimo papo com amigos.



Massa podre 
- Manteiga,  250 g
- Farinha tipo especial, 500 g
- Amido de milho, 50 g
- Gemas de ovo, 2 unidades
- Sal,  1 colherinha
- Açúcar,  1 colher
- Água,  a gosto
Recheio 
- Queijo cremoso, 200 g
- Queijo azul, 150 g
- Mostarda de Dijón, 1 colher
- Ovos,  3 unidades
- Peras, 3 unidades


Massa podre
Amasse a manteiga bem fria. Corte em cubos. Coloque a farinha em um recipiente e adicione a manteiga. Junte os dois ingredientes. Amasse até obter uma massa quebrada. Adicione o amido de milho, as gemas, o sal, o açúcar e a água necessária. Amasse até obter uma massa compacta. Trabalhe a massa rapidamente. Faça uma bola e embrulhe em papel aderente (filme). Deixe descansar na geladeira por uma hora. Depois de descansada, trabalhe a massa com um rolo até obter um círculo de aproximadamente 5 mm de espessura. Forre com a massa uma forma de 30 cm de diâmetro. Reserve.

Recheio
Junte o queijo cremoso com o queijo azul, a mostarda de Dijón e os ovos. Reserve.
Descasque as peras e corte-as em metades. Reserve.

Montagem
Acomode as peras sobre a torta e adicione o preparado de queijos. Cozinhe no forne durante aproximadamente 30 minutos.
Deixe esfriar um pouco e corte uma porção. Acomode em um prato e acompanhe com salada, amêndoas e redução de balsâmico com mel e suco de laranja

segunda-feira, 5 de março de 2012

Delícia 25 de 31 - Salpicão de Bacalhau

Estava vendo minhas postagens anteriores e fiquei surpreso em não ter nenhum peixe na listagem...

Vamos corrigir este "esquecimento" e falar de peixe hoje!

Separei uma receita bem tranquila para preparar e degustar com os amigos.


Ingredientes:
- 02 postas de bacalhau dessalgado
- 300 ml de leite
- 02 folhas de louro
- 02 cenouras cortadas em pequenos filetes
- Pimentão vermelho e amarelo a gosto cortado em brunoise
- Ervilha a gosto
- Alho-poró cortado em finas tiras
- Oleo para fritar
- Maionese
- Creme de leite
- Sal e pimenta

Modo de preparo:
- Cozinhe as postas do bacalhau no leite com as folhas de louro - 20 min. Reserve as postas. O leite pode ser descartado.
- Despedace as postas em lascas médias
- Numa frigideira aqueça o óleo para fritar os filetes de alho-poró
- Arrume num prato ou travessa o bacalhau
- Decore acrescentando um pouco dos filetes de cenoura, ervilhas e os pimentões e por cima o alho-poró crocante
- Misture um pouco de maionese com creme de leite e disponha ao lado do prato.

E aproveite!

quinta-feira, 1 de março de 2012

Delícia 24 de 31 - Pães - Ciabata e de cebola

Troquei o post de hoje por uma receita, digo duas receitas, que fizeram um estrondoso sucesso no Facebook!

Muitos comentaram, curtiram e pediram receitas! Então, vai lá um pouco de tudo isso de novo.

Umas das primeiras receitas que fiz foi um pão de cenoura que alguns amigos provaram e aprovaram. Recebi encomendas e novos "clientes".

Ontem resolvi fazer outras receitas de pão que tenho. E tive o prazer de vê-las dando certo e fazendo alguns amigos sair de suas dietas.. (risos)


Receitas:

-------------------
Pão de cebola

02 ovos
01 xícara de chá de açúcar
01 xícara de chá de oleo
01 pitada de sal
03 xícaras de cha de água morna
01 cebola média picada
30 g de fermento biológico fresco
01 kg de farinha de trigo

Modo de Preparo:
No liqüidificador bata todos os ingredientes, menos a farinha de trigo.
Num bowl misture o liquido com a farinha até formar uma massa homogenea e elastica. Deixe descansar por 40 minutos.
Asse em tabuleiro por 30 minutos.

-------------------
Ciabatta

15 g de fermento biológico fresco
50 ml de água morna
500 g farinha de trigo
10 g de sal
320 ml de água gelada
óleo para untar
farinha de trigo para polvilhar


Modo de Preparo:
Dissolver o fermento em 50ml de água morna. Aguardar uns 10 a 15 minutos para criar uma espuma na superfície.
Numa tigela, misture todos os ingredientes inclusive o fermento.
Transfira a massa para um superfície de trabalho polvilhada com farinha e sove por volta de 10 a 15 minutos.
Transfira a massa para uma tigela untada com óleo, cubra e deixe descansar por 50 minutos.
Divida em 03 porções e dê o formato retangular e achatado.
Deixe descansar até dobrar de tamanho.
Polvilhe farinha em cima dos pães e ponha em forno pré aquecido e asse por 25 minutos.
Borrife um pouco de água filtrada e deixe no forno por mais 15 minutos.
Após este tempo retire e deixe esfriar.





quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Delícia 23 de 31 - Vichychoise

Para este retorno pós Carnaval, vou começar com algo mais leve, um creme Vichychoise.

Este creme é composto apenas de batata inglesa e alho-poró - Simples Assim.

Cozinhe com um pouco de água 04 batatas inglesas cortadas em cubos e 04 talos de alho-poró até ficarem macios. Transfira para um liqüidificador e processe.

Saboreie com um pouco de pimenta moída na hora com queijo ralado e azeite. Mmmmmm






terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Retorno a cozinha....

Estou retomando as atividades.

Ainda faltam 09 receitas para chegarmos ao final do projeto #31Delícias.

A pausa foi estratégica.

Visita familiar. Repensar as próximas receitas. Nos planos para o futuro.

Vamos voltar aos trabalhos na cozinha.

O menu será divulgado amanhã.

E as encomendas poderão ser feitas via Facebook, email, Twitter e Telefone.


terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

- Intervalo para o Carnaval -

Apenas uma pausa para recarregar a bateria e pegar mais idéias com a cozinheira master: minha mãe.

Volto após dia 27/02/2012.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Delícia 22 de 31 - Gazpacho


Este é mais uma receita interessante em que eu imaginava que era de um jeito e depois descobri que não era como eu pensava.

Gazpacho é uma entrada feita a base de tomate.

Não vai ao fogo. É processado os tomates e pimentões vermelhos com alho e azeite, um pouco de vinagre sal e pimenta branca.

Fica muito bom e é servida gelada.





Delícia 21 de 31 - Sonhos

Quando eu era criança e ia a padaria comprar pão ficava vidrado nos doces expostos...

E um em especial me chamava atenção. Era o SONHO recheado com creme (inglês) e doce de leite.

Era uma tentação!!! Contar as moedas para ver se sobrava e comprar um sonho para depois do café.



Este será sem receita....
Vou deixar a imaginação voar e descobrir como é feito.



Delícia 20 de 31 - Bolinhos de abobrinha

Vamos que vamos!

O tempo urge! E finda mais rápido do que o imaginado.

Mais uma receita e agora mais light.

Entrei num livro da apresentadora de TV Nigella Lawson, provei e foi aprovada!



Ingredientes:
- 750 g de abobrinha
- 250 g de queijo feta
- salsinha picada
- hortelã fresca picada
- 01 colher de chá de páprica
- 140 g de farinha de trigo
- 03 ovos batidos

Modo de preparo:
- Rale grosseiramente a abobrinha. Esprema num pano limpo para tirar o excesso de água
- Pique o queijo e com a salsinha e hortelã, a paprica e a farinha de trigo
- Acrescente a abobrinha e misture
- Junte os ovos batidos e misture todos os ingredientes

Aqueça a frigideira com um fio de azeite e disponha uma colher da massa e pressione para achatar o bolinho. Frite por 2 a 3 minutos cada lado. Repita esta etapa até acabar a massa.

Disponha os bolinhos num prato e enfeite com hortelã picada e limões.


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Delícia 19 de 31 - Costelinha de porco com especiarias

Boa noite meus amigos, leitores, seguidores e curiosos!!!

Eu não esqueci da nova receita, só não deu tempo para escrever mais cedo...

Desde que comi a costelinha do "Outback" fiquei pensando em como fazer uma em casa!

Alguns messes se passaram até que eu encontrasse uma receita que me chamasse atenção.

E depois foi só marcar um dia para chamar os amigos e degustarmos a costelinha.

Vejam como ficou:



Receita:
16 costelinhas

Marinada:
- 5cm gengibre cortado em laminas finas
- 02 pimentas em finas tiras
- 03 colheres de molho de soja
- 04 colheres de vinagre de arroz
- 02 colheres de sopa de mel
- 02 anises-estrelados
- 01 canela em pau quebrada em pedaços

Preparo:
- Misture todos os ingredientes acima e passe nas costelinhas e as deixe na marinada por 12h pelo menos.
- Asse por 01h em fogo baixo, coberto com um papel alumínio.
- Retire o papel alumínio e doure por 30 minutos.